Sistemas de Drenagem por Captação de Água

Sistemas de Drenagem por Captação de ÁguaSistemas de Drenagem para Captação de Água

Entre os diversos sistemas de drenagem por captação de água existem:

  • Captação de Água Directa
  • Captação de Água Vertical
  • Captação de Água Horizontal

Sistema de Drenagem por Captação de Água Directa

A água que aflui às escavações é conduzida por valetas até aos “poços de chamada” onde é bombada para o exterior. Pode-se ainda efectuar a captação de água directa recorrendo a cortinas de estanquidade.

A cravação das cortinas deverá ser suficientemente profunda para evitar a ruptura da escavação. Com este  Sistema de Drenagem diminui-se o caudal necessário para manter o nível da água a uma certa cota mas só é viável se a profundidade de escavação for um pouco maior do que a do nível freático já que de “poços de chamada” se pode extrair pouco caudal.

Sistema de Drenagem por Captação de Água Vertical

Um dos sistemas é a drenagem por gravidade.

Em solos permeáveis (areias médias, grossas e seixos), o escoamento da água pode-se fazer através de captações de água verticais localizadas na periferia das escavações.

Neste caso o caudal da captação é função de:
H- altura da coluna de água
h – altura da coluna de água depois do rebaixamento
R – raio de influência do rebaixamento
r – raio de captação
K – coef. de permeabilidade do solo

Outro sistema de drenagem deste tipo de captação é o caso da drenagem por vácuo.

Com recurso a agulhas filtrantes este sistema é utilizado em solos pouco permeáveis em que o escoamento só se pode fazer por gravidade. Pode ser composto por tubos de ferro ou pvc com diâmetros entre 1″1/2 a 2″, e comprimento de 3 a 7 m, introduzidas no terreno com injecção de água e em seguida ligadas por mangueiras flexíveis a um tubo colector que por sua vez está ligado a um conjunto de bombas de água e vácuo. Neste caso o vácuo é utilizado apenas no início para que se efectue a “ferragem” sendo a drenagem posterior actuada por gravidade.

Também existe utilização de grandes diâmetros sob vácuo.

Neste caso, utilizam-se em terrenos com permeabilidade média e consiste na execução de furos com 30 a 60 cm de diâmetro com trado, onde posteriormente são colocados dos tubos com 15 a 20 cm de diâmetro, sendo o preenchimento do espaço intermédio com areia e areão de granulometria adequada. Por fim faz-se a vedação com bentonite do espaço entre o tubo e a furação para colmatação da zona filtrante.

Existe também a chamada drenagem por electro-osmose.

É utilizada em solos argilosos com baixa permeabilidade.

Consiste basicamente no seguinte:

Estabelecendo uma diferença de potencial entre eléctrodos positivos (ânodos) e eléctrodos negativos (cátodos), consegue-se fazer com que a água se escoe em direcção aos cátodos. Os cátodos estão espaçados de 8 a 11 m e os ânodos no meio desse intervalo. Os ânodos são constituídos por varas de ferro ou cobre. Cada cátodo extrai, em geral, 15 a 750 litros/dia.

Sistema de Drenagem por Captação de Água Horizontal

Este tipo de captação é utilizado quando se pretende um rebaixamento pouco acentuado do nível freático numa grande extensão de terreno.
Consiste basicamente na colocação de tubos flexíveis drenantes na parte superior por meio de furos e impermeável na parte inferior, ligados a bombas centrífugas, distanciadas entre 25 e 100 m.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=1vQVhy4fA34[/youtube]